Quinta do Jazz no Genot

21
mar

Nesta quinta-feira é dia dos amantes do bom jazz participarem do happy hour do Genot Cafés Especiais. A atração faz parte do Projeto Genot Maior, e conta sempre com apresentações de artistas já consagrados na nossa terra. Quem comanda o som desta quinta é a dupla José Fontes (baixo e violão) e Antônio de Pádua (trompete e violão), a partir das 18h30, no mezanino da Livraria Siciliano, do Midway Mall.

Os músicos mostrarão ao público presente o resultado sonoro da união do trabalho do compositor e contrabaixista Fontes e do compositor e multi-instrumentista Antônio de Pádua, dois músicos que há muito tempo vem contribuindo para com a cultura do nosso estado, e que pela primeira vez, resolveram unir suas experiências musicais, tão distintas e ao mesmo tempo tão recíprocas, numa viagem pelo universo da música do mundo “World Music”, mostrando a diversidade da nossa música, e a versatilidade dos nossos músicos.

Um trabalho que tem em sua concepção artística, a busca de uma sonoridade singular, com combinações inusitadas, tocando clássicos da música universal, com “jeitinho brasileiro”, criativo e bem humorado, porém com uma formação completamente intimista. Com tudo isso, este duo apresenta mais um trabalho de qualidade que está sendo produzido no nosso estado, com um repertório composto por algumas músicas autorais, standard’s do jazz, e é claro, clássicos de compositores já consagrados da música brasileira, como: Villa Lobos, Tom Jobim, K-Ximbinho, Pixinguinha, Vítor Assis Brasil, Milton Nascimento, entre outros.

Dessa forma vai ficar difícil ficar de fora desse verdadeiro show musical, tendo por companhia, além dos amigos, o sabor do legítimo espresso e comidinhas deliciosas. Entrada franca.

Mais sobre os músicos:

Zé Fontes – Músico autodidata, arranjador e compositor; nasceu em Blumenau/SC, onde iniciou seus estudos de teoria musical, violão e baixo elétrico. Reside em Natal/RN, desde 1994. Professor de baixo elétrico do Instituto de Música Waldemar de Almeida e CMAI – Centro Municipal de Artes Integradas. Recentemente cursando Licenciatura em Música na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Já participou de diversos shows e gravações ao lado de artistas da terra, marcando presença também em apresentações por todas as capitais nordestinas, shows em Lisboa (Portugal), São Paulo e Rio de Janeiro (teatro Rival e Som Brasil da TV Globo).

Antônio de Pádua – Compositor, multi-instrumentista e arranjador. É bacharel em trompete pela UFPB, professor de cavaquinho e trompete e pandeiro do IMWA em Natal/RN, maestro da Banda Independente da Ribeira (orquestra de frevo), e da Banda de Música da cidade de Goianinha/RN. Integrou a orquestra infantil, infanto-juvenil e jovem da Paraíba, e atuou como músico convidado nas orquestras: Sinfônica da Paraíba, Sinfônica do RN e Filarmônica Norte-Nordeste. Integrou a Orquestra Metalúrgica Filipéia reconhecida nacionalmente por ter em sua formação grandes nomes da música instrumental paraibana consagrados no cenário nacional e internacional. Pesquisador dos ritmos brasileiro, fabrica pandeiro, e está preparando um método e uma vídeo aula que é o resultado de suas experiência como panderista. Em 2002, gravou o primeiro CD do grupo, que rendeu ao grupo o Prêmio Hangar de Música, de melhor disco instrumental do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *