Genot Maior homenageia Dorival Caymmi na voz de Lysia Condé

25
jul

O especial MPB do projeto cultural Genot Maior fecha seu ciclo com apresentação da cantora mineira Lysia Condé, fazendo um passeio sonoro pela vasta obra do grande Dorival Caymmi. O show acontece nesta quinta-feira, dia 26, no Genot Cafés Especiais da Livraria Saraiva do Midway Mall, a partir das 18h30, com entrada franca.

A relação de Lysia Condé com a música se deu no convívio familiar. Além de seus pais e alguns de seus irmãos, tios maternos sempre tiveram uma ligação muito forte com a música, sobretudo com o canto. “Todas as reuniões familiares eram constituídas por momentos musicais. Meu pai foi, inclusive, músico profissional nos idos de 1960, como crooner e trombonista em um conjunto de músicas românticas, no interior de Minas Gerais. Junto com minha mãe, também cantava em casamentos e festas particulares”, revela Lysia.

Foi nesse ambiente de muita musicalidade que a cantora educou os ouvidos e exercitou o canto. Já morando em Natal, fez o curso básico de canto erudito da Escola de Música da UFRN e atualmente faz aulas particulares de canto popular com a também cantora Hilkélia Medeiros. 

Sobre as influências musicais, destaca-se a MPB. “Sempre ouvi muita música popular brasileira, passando por várias gerações de intérpretes e compositores de nossa MPB. Dentre eles, Dalva de Oliveira, Elizete Cardoso, Ângela Maria, Tom Jobim, Edu Lobo, Chico Buarque, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Elis Regina, Zizi Possi, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Nana Caymmi, MPB4, Quarteto em Cy, Joyce, João Bosco, 14 Bis, Boca Livre, dentre outros. Fui muito influenciada pela geração de músicos mineiros que imortalizou a música de Minas com o lançamento do álbum Clube da Esquina, tendo Milton como expoente, seguido de Lô Borges, Beto Guedes, Márcio Borges, Toninho Horta, assim como os artistas que beberam nessa mesma fonte, como Tavinho Moura, Tadeu Franco, Paulinho Pedra Azul, etc. Da geração de intérpretes mais atuais, admiro os trabalhos de Marisa Monte, Maria Rita, Roberta Sá, Mônica Salmaso, Tatiana Parra e Cláudia Cunha”, se orgulha.

Lysia diz não ter predileção por um gênero específico, e como intérprete, escolhe canções que a toquem de alguma forma, seja pela letra e/ou melodia, e que se sinta capaz de interpretá-las. “Meu repertório abrange desde sambas, modinhas, choros, bossas, baião, dentre outros, sem restrição de gêneros musicais específicos. Geralmente, pauto meu trabalho por escolha de canções em que eu possa explorar uma interpretação mais intimista, com instrumentação acústica”, explica.

Desde 2010 a cantora vem se apresentando em espaços voltados para apresentações musicais na cidade, sem, no entanto, ter um lugar fixo de apresentação, como bares e restaurantes. “Gosto de fazer temporadas, com proposta específica de show. Já realizei algumas delas no Veleiros Restaurante e no Jobim Gastronomia e Música. Nesse último, realizei no mês de junho uma temporada em homenagem ao compositor Chico Buarque. Já ocupei outros espaços de apresentação, como o do evento “Encontro com o artista”, promovido pelo IFRN, o sarau da Aliança Francesa e o projeto “Cantos do Natal”, no palco da árvore de Mirassol”, exemplifica.

Lysia participou ainda de shows de artistas locais na Casa da Ribeira, Nalva Café e Salão, no palco da CIENTEC/UFRN em show da Cooperativa da Música Potiguar – COMPOR, e no show “Tributo a Tico da Costa”, em 2011. Junto das cantoras Luciane Antunes, Maria Fernanda Cardoso Santos e Maria José Alfaro Freire, integram o grupo de músicas infantis “Joanitas”, o qual já se apresentou duas vezes no projeto Picadeiro e nos parques de Capim Macio e no parque das Dunas. “Também me apresento em casamentos e festas particulares. No segundo semestre deste ano irei fazer duas apresentações em dois estados nordestinos, Paraíba e Ceará, pelos Centros Culturais do Banco do Nordeste”, completa.

Sobre a oportunidade de participar do Genot Maior, a artista se diz honrada e feliz com a iniciativa. “Parabenizo Alexandre Siqueira, pois este projeto permite aos artistas locais a possibilidade de mostrarem sua arte em um espaço agradável e aconchegante e a um público interessado. Sinto-me lisonjeada e agradecida por figurar entre as atrações do projeto, pois que o mesmo é reconhecido por sua qualidade artística, tanto dos músicos, como das apresentações”, se anima.

Para apresentação desta quinta, a cantora terá a companhia de dois músicos locais de reconhecida competência artística, que são o violonista Juliano Jow Jow e, o percussionista Sami Tarik. “O público pode esperar uma apresentação marcada pela sinceridade e entrega dos músicos à beleza poética e musical das canções de Dorival Caymmi. Vai ser uma oportunidade para o público se deixar encantar pelo universo poético desse grande compositor e músico”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *