Di Stéffano comanda o Jazz no Genot Maior

27
mar

Di Stéffano e banda são as grandes atrações do Projeto Genot Maior – especial jazz, desta quinta-feira, 28. A apresentação fecha o ciclo jazz, que levou à Cafeteria Genot grandes nomes da música potiguar como: Manoca, Jr. Primata, Cleber Campos, Chico Beethoven, Airton, Alexandre Siqueira, Zé Fontes e Antônio de Pádua, em shows emocionantes durante todo o mês de março.

O músico Di Stéffano começou a tocar bateria desde cedo, aos nove anos demonstrou interesse pela música. Aos 10, iniciou suas apresentações em colégios, gincanas e palcos. Começou seus estudos de teoria e percepção musical e fez cursos livres com os renomados Paschoal Meirelles, Kiko Freitas, Gledson Meira e Robertinho Silva. Paralelamente, seguiu seus estudos como autodidata utilizando métodos de teoria, técnicas de leitura e independência, como também, pela audição de diversos estilos musicais de grandes mestres da bateria.

Baterista com larga atuação no mercado brasileiro, Di Stéffano já trabalhou com grandes nomes da música popular brasileira como: Dominguinhos, João Donato, Boca Livre, Daúde, Babal, Manassés Campos, Geraldo Azevedo, Valéria Oliveira, Roberta Sá, Zé Ramalho, Cláudio Zoli, Martinália, Max Viana, Evaldo Gouveia, entre outros.
Na área instrumental já tocou com Ricardo Silveira, Marcel Powell, Celso Pixinga, Raul Mascarenhas, Dino Rangel, Ebinho Cardoso, Arthur Maia, Marcelo Martins, Eduardo Taufic, Jubileu Filho, Marcio Montarroyos, Rudi Berger, Alessio Menconi, Eileina Williams, Moreira Chonguiça, Dominique Fillon, Rudi Berger e Jeff Gardner.

Recentemente teve uma de suas músicas inserida no disco “Instrumental Nordeste”, coletânea que reúne importantes trabalhos jazzísticos do nordeste. É importante mencionar sua atuação como instrutor e educador. Além de clínicas individuais, tem realizado workshops e masterclass em todo o país.

Stéffano trabalha atualmente no lançamento de seu terceiro disco que se chama “OUTROS MARES”. Este disco traduz numa linguagem jazzistica, a formatação de timbres e inflexões rítmicas preferenciais do músico. Na execução, conta com a participação de músicos do primeiro time da música instrumental brasileira como André Mehmari, Marcelo Martins, Arthur Maia, Sérgio Farias e outros.

Como produtor e músico foi indicado ao Grammy Latino 2010 na categoria Instrumental com o novo CD “O Tempo e a Música”, do compositor e baixista carioca Arthur Maia, lançado pelo selo Biscoito Fino. A apresentação do Jazz Trio com Di Stéffano começa às 18h30, no Genot Cafés Especiais, localizado na Livraria Siciliano do Midway Mall. Entrada franca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *