Cinco cidades do mundo que todo amante de café deveria conhecer

03
dez

Um cafezinho cai bem a qualquer hora do dia e em qualquer lugar do mundo. Mas alguns lugares são especialistas em produzir essa deliciosa bebida, e se você, assim como a gente, é apaixonado por café precisa saber quais são e, se possível, conhecê-los!

São Paulo, Brasil

sp

A economia de São Paulo há tempos já não depende exclusivamente do café, mas a cidade tem feito bom proveito da força cafeeira que ainda existe no Brasil (estima-se que 40% dos grãos de café produzidos no mundo venham daqui) e do gosto do brasileiro pelo cafezinho.

Fora o pingado sagrado de cada dia, diversas cafeterias têm inovado trazendo influências de fora, como de Portugal e da Itália, para caprichar em diferentes formas de servir o café.

Oslo, Noruega

oslo

O longo e escuro inverno talvez seja uma das razões pelas quais alguns dos países que mais consomem café no mundo estejam na Escandinávia. Em Oslo, capital e a maior cidade da Noruega, o café é levado a sério e é consumido em todos os momentos do dia – do café da manhã ao fim do jantar.

Diferente do café forte a que nós brasileiros estamos acostumados, o café norueguês é mais leve e adquire até mesmo um certo aroma frutado. Mas se for pedir um café por lá, tente esquecer o leite, o creme ou o açúcar: os noruegueses costumam preferir o chamado sort kaffe, o famoso café preto.

Istambul, Turquia

istambul

Já ouviu falar no café turco? Preparado sem o filtro, no Ibrik, uma panela especial, o fino pó de café se acumula no fundo da xícara e tem somado ao seu sabor encorpado especiarias como canela, cardamomo e anis estrelado.

A Turquia, que já foi um dos grandes polos de café no mundo, hoje prefere o chá, mas aos poucos a cultura do café se reestabelece em Istambul, impulsionada por cafeterias artesanais, que buscam exaltar a qualidade do café turco.

Seattle, EUA

seattle

A cidade é conhecida por ter diversas cafeterias artesanais que fazem misturas únicas de grãos e encantam o paladar.

Seattle chega a ter incríveis 23 cafeterias a cada 100 mil habitantes e é nesses lugares que boa parte da vida social dos moradores da cidade acontece – de encontros românticos a conversas com amigos após o expediente.

Roma, Itália

roma

Beber café na Itália é tão natural quanto beber água, mas os tipos de café têm seu horário: cappuccino pela manhã, espresso à tarde e caffe corretto, servido com grappa ou conhaque, para encerrar a noite. Enquanto em países como os Estados Unidos e o próprio Brasil gostam de inovar com grãos e formas variadas de fazer e servir a bebida, os italianos apostam nos métodos tradicionais e não decepcionam.

Fonte: Hypeness

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *