Arquivos da Categoria: Campeonatos


Iced coffee: perfeito para os dias mais quentes

18
nov

O verão está chegando! Estação que logo lembra praia, mar, férias e lógico, muito calor. E para se refrescar nos dias mais quentes do ano, nada melhor do que um café. Isso mesmo! Um café.

O Iced Coffee, também conhecido como Frappé (nome francês que significa “batido”), é uma receita de café cremoso batido com gelo e açúcar. Dizem que esse café nasceu na Grécia e foi popularizado em 1957, quando um representante da Nestlé, presente numa Feira Internacional em Tessalônica, decidiu fazer um Nescafé. Não tendo água quente usou água fria e agitou num shaker que resultou no Iced Coffee.

A característica desse café, além de ser gelado, é uma espuma espessa que se assemelha a um creme. E vamos combinar, tem tudo a ver com o calor e a paixão do brasileiro por café.

No Genot, nossa versão desse café ainda tem um leve toque de limão para deixa-lo ainda melhor! Passe aqui e venha saborear essa bebida deliciosa!

Campeonato Brasileiro elege seu representante no World Barista Championship – WBC

20
mar

Entre os dias 12 e 14 de março, os melhores baristas do país estiveram reunidos para disputar o 11° Campeonato Brasileiro da categoria, realizado na Universidade Cruzeiro do Sul, Campus Anália Franco, em São Paulo. A competição é atualmente o principal foco das atenções nas feiras mundiais de cafés especiais. Neste campeonato, o barista tem 15 minutos para preparar e servir aos juízes: quatro espressos, quatro capuccinos e quatro drinques de assinatura, não podendo ser utilizado nenhum ingrediente que contenha álcool.

O torneio contou com a participação de um representante do Rio Grande do Norte, o barista Paulo Guillén, proprietário do Genot Cafés Especiais, sendo um dos juízes sensoriais tanto no processo classificatório, quanto na grande final da competição. A disputa teve ainda em seu corpo julgador: o juiz principal José Cleofas (México); os juízes técnicos Danilo Lordi e Katia Nassuno A. Alves; e os juízes sensoriais Michael Mc. Caurley (EUA), Antonio Villa Lobos (Chile), Isabela Raposeiras.

Ao final da disputa, o grande campeão do torneio foi o barista Rafael Godoy, representando o Suplicy/SP, seguido pela barista Graciele Rodrigues, do Lucca/PR – PR, e o barista Thiago Sabino, do Italian Coffee/SP. Com a conquista do primeiro lugar, Rafael Godoy será o representante brasileiro no World Barista Championship – WBC, que acontecerá entre 12 e 15 de junho, em Viena, Áustria. O campeonato é o mais importante do gênero no mundo.

O barista Rafael Godoy, vencedor do torneio.

A barista Graciele Rodrigues, segunda colocada.

Segundo Paulo Guillén, o juiz sensorial é responsável pela pontuação dada ao sabor de cada bebida, sendo a qualificação baseada na matéria-prima utilizada e no estilo da bebida. Os competidores tiveram que encontrar um equilíbrio harmonioso de doçura, amargor, acidez e aromas. É sugerido aos competidores explicar verbalmente aos juízes o porquê de sua decisão de utilizar seu café (o perfil básico do sabor), a estrutura do blend do espresso, os principais elementos de sabor, os ingredientes utilizados na bebida de assinatura e a filosofia por trás da bebida servida.

A pontuação também é baseada no aspecto visual das bebidas, incluindo xícaras, copos e acessórios, levando-se em a limpeza de xícaras e pratos (sem corrimento ou manchas), a consistência da bebida e a criatividade / estilo de apresentação. Assim como também, no conhecimento técnico do competidor e suas habilidades para operar a máquina e o moinho. É levado em consideração a impressão geral que o competidor causar nos juízes por suas habilidades, pelos sabores das bebidas, aspecto visual das bebidas, apresentação pessoal, e mesa de amostragem.

Guillén lembra que todas as notas dadas pelos juízes devem ser acompanhadas de comentários, tendo em vista que após o resultado final, os competidores podem querer explicações sobre as notas. Este foi o segundo ano seguido que o proprietário do Genot Cafés Especiais participa do Campeonato Brasileiro de Barista como juiz. Para ele, toda a experiência e conhecimento adquiridos nessas competições servem para a constante melhoria do atendimento ao cliente. Segundo o barista, Natal não deixa nada a dever aos grandes centros do país e até do mundo, no quesito de saborear um autêntico café especial.

Os juízes sensoriais Paulo Guillén, Antonio Villa Lobos (Chile),
Isabela Raposeiras e Michael Mc. Caurley (EUA)

Saiba mais…

Espresso – bebida à base de café preparada por meio da passagem de água quente sob alta pressão pelo café moído.

Cappuccino – bebida de café e leite que deve produzir um rico balanço harmonioso entre a doçura do leite e o sabor do espresso.

Bebida de Assinatura – bebida à base de espresso de preparo livre, criada pelo competidor. Cada uma das quatro bebidas de assinatura servidas deve conter no mínimo um shot de espresso.

Déborah Massud
Jornalista